Meu filho caiu e quebrou o dente, e agora???

Férias de verão. Período em que as crianças fazem mais atividades nas ruas, passeios, parquinhos, piscina e até mesmo de bicicleta.

Ou seja, aumentam os riscos de queda e, consequentemente, as chances de traumas na boca, inclusive da perda de dentes, principalmente entre crianças que estão aprendendo a andar e o fazendo com dificuldade e desequilíbrio.

Quando ocorrer qualquer tipo de acidente a criança deve ser levada ao dentista o mais rápido possível, pois só um profissional poderá determinar a extensão do trauma. Algumas vezes lesões aparentemente pequenas podem ter causado fraturas ósseas ou danos nos dentes permanentes. Um exemplo é quando o trauma (batida) foi em algum dente-de-leite e esse acaba ferindo o dente  permanente que ainda não nasceu.

Os pais devem manter a calma diante da quantidade de sangue. A região dos lábios é muito vascularizada e qualquer lesão causa muito sangramento, o que normalmente assusta tanto as crianças quanto os pais ou responsáveis.

Não há diferença em relação ao tratamento de traumas em decíduos (dentes-de-leite) ou em permanentes. Os pais devem passar o máximo de detalhes sobre o acidente para auxiliar na conduta a ser adotada no tratamento. Dependendo do local do acidente (lugares arenosos e sujos), poderá ser indicada uma medicação antitetânica ou antibiótica.

E agora?? Colar, refazer ou reimplantar o dente.

Se trouxer o pedaço do dente fraturado, ele  poderá ser colado ou a parte quebrada reconstruida com resina composta. Já quando o dente sai inteiro, com raiz e tudo, deve ser recolocado no local pelo próprio paciente ou pelo dentista o mais breve possível. Quanto menor o tempo que o dente permanece fora da boca, maiores são as chances de sucesso do tratamento. Se bem conservado – em soro fisiológico ou leite à temperatura ambiente – o tempo pode ultrapassar  30 minutos e que talvez ainda teremos chances de sucesso. Esse dente deve ser manuseado o mínimo possível e, de preferência, sem tocar na raiz. Só deve ser lavado em água corrente e não deve ser escovado. O dente-de-leite não deve ser reimplantado, podendo vir a prejudicar a erupção do permanente. A criança tem uma capacidade de recuperação muito grande e se for atendida imediatamente, tudo se normalizará com rapidez.

Abs

Dra. Jussara Jorge-Giorgi

5 Comentários

  1. Edvaldo disse:

    Minha filha sofreu uma queda aos dois anos, bateu a boca no chão e perdeu os dentes da frente com a raiz, agora com seis aninhos ainda não nasceram outros, o que fazer, vão nascer sozinhos, a levei no especialista e ele disse que nasce sozinho mas estou preocupado ,pois ja está reclamando da estética,

  2. admin disse:

    Prezado Edvaldo
    Sua filha foi submetida a um exame radiografico? Esta utilizando uma placa com dentes em resina para a manutenção do espaço? É necessário avaliar para se definir uma estratégia. Se voce for de SP me coloco a disposição.
    Obrigada
    Dra. Jussara Giorgi

  3. Keity disse:

    Olá.
    Tenho 21 anos e aos 13 anos, sofri uma queda e quebrei metade dos dois dentes da frente (formando um V de ponta cabeça). Um deles fiz canal. Gostaria de saber se pelo fato dos meus dentes serem fracos não tem problema de usar aparelho? e se é possível fazer um clareamento e trocar a resina? deve ser feito antes ou depois do tratamento odontológico?
    Obrigada!

  4. rosangela disse:

    meu filho quebrou os dentes da frente e um fico mole não sei oque fazer levei no dentista tentou cola ele ate não cobrou nada por esse serviço vendo meu desespero mais ele disse que o dentes tava desfalerado ele cobrou 720 reais e disse que tem que fazer canal meu filho tem 11 anos, e ele ta na quela face de olhar para as meninas não sei o que faço não tenho condições ele não que mais sai enem ir para escola nem tou conseguindo me alimenta com essa situação para mim minha vida acabou

  5. Silvia disse:

    Minha filha caiu ela tem 10 mes e quebrou o dentinho da frente do que deve fazer.Silvia

Deixe um comentário

SEO Powered by Platinum SEO from Techblissonline